FERMENTO CASEIRO E NATURAL PARA BOLO – PARA VOCÊ FAZER BOLOS MUITO MAIS SAUDÁVEIS!

Os fermentos comerciais de bolo contêm alumínio, um metal tóxico que em excesso pode causar muitos danos no nosso organismo.

Há até pesquisas que relacionam o alumínio ao mal de Alzheimer.

Nas crianças, o alumínio pode ser ainda mais prejudicial.

Os sintomas clínicos da intoxicação por alumínio nas crianças, além da hiperatividade e da indisciplina, são muitos: anemia microcítica hipocrômica refratária ao tratamento com ferro, alterações ósseas e renais, anorexia e até psicoses, o que se agrava com a continuidade da intoxicação.

Não por acaso, nos Estados Unidos, onde as pessoas estão mais bem informadas, existem marcas de fermento para bolo livres de alumínio.

No Brasil, porém, a indústria parece apostar na nossa desinformação e todas as marcas contêm alumínio.

Para piorar, os fermentos vendidos no Brasil são todos transgênicos.

E para complicar mesmo, não temos muitas opções, duas marcas dominam o mercado e temos que nos contentar com elas.

Então não há saída?

Ha sim.

A saída é fazer o próprio fermento para bolo.

E é bem simples a receita.

Você só vai usar dois ingredientes, bicarbonato de sódio e cremor tártaro.

Não sabe o que é cremor tártaro?

Primeiro vamos logo informando que o cremor é um produto natural.

Ele é um sal ácido obtido dos resíduos salinos liberados durante a fermentação do vinho.

O cremor tártaro é encontrado na seção de ingredientes para bolos e para confeitaria nas lojas de artigos de festa.

E não fique com receio de que o bolo não cresça com este fermento caseiro.

Muito pelo contrário, o bolo vai crescer e até mais do que se fosse feito com o fermento comercial.

fermento_para_bolo

Agora que você está esclarecido e bem informado, é hora de aprender a receita do fermento caseiro para bolo.

Anote aí:

INGREDIENTES

4 colheres (chá) de cremor tártaro

2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio

MODO DE PREPARO

Basta misturar os ingredientes e está pronto o fermento caseiro de bolo.

Conserve-o num vidro com tampa herrmética, num local fresco e protegido da luz (um armário, por exemplo).

Esqueça a geladeira, pois o ar muito úmido pode estragar o fermento.

Ele não tem validade.

Por isso, para saber se ele está velho, se você demorar a usá-lo, faça o seguinte teste: coloque meia colher (chá) do fermento caseiro em meia xícara de água fervente.

Se a água borbulhar (e é para borbulhar muito), o fermento não está velho, ou seja, ainda está bom.

Se não borbulhar, ele não serve mais.

Nas receitas, você vai usar a mesma medida em relação ao fermento comercial.

Ou seja, se a receita pedir 1 colher (sobremesa)  de fermento, você vai usar 1 colher (sobremesa) do fermento caseiro.

Você também vai gostar:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.

*