Muito homens têm câncer nos testículos e nem sequer desconfiam Entenda por quê os homens têm dificuldade de ir ao médico.


Todos os tipos de câncer apresentam sinais quando se instalam em nosso corpo. Por este motivo, é importante ter atenção a essas alterações, mesmo àquelas que parecem insignificantes. Autoexames e uma conversa sincera com um médico ajudam a perceber e tratar algo que possa estar errado.

Enquanto para as mulheres a análise mais comum é nas mamas, para os homens o órgão mais simples de verificar são os testículos.

O câncer de testículo não é dos mais agressivos, mas o número de casos tem crescido nos últimos anos. Apesar de acontecer apenas uma morte a cada 5 mil casos, é uma doença grave e que precisa de cuidados.

Nos homens adultos, o testículo pode atingir o tamanho de uma bola de pingue-pongue. Ele é responsável pela produção de esperma e dos hormônios masculinos.


Para a Organização Mundial de Saúde, qualquer célula do testículo que seja afetada pelo câncer é considerada como tumor dos testículos. Entretanto, mais de 90% dos casos de câncer acontecem em células que produzem esperma.

Os sintomas

Em sua fase inicial, o mais comum é a pessoa sentir dor e maior sensibilidade no testículo, além de uma sensação de peso.

Ao mesmo tempo, o órgão fica inchado, com o aparecimento de um caroço. Outros dois sinais que podem ocorrer é dor no baixo-ventre e inchaço do peito e mamilos.

Com o aparecimento desses sintomas, procure imediatamente um médico.

Fatores de risco

Apesar de ser uma doença que atinge normalmente adolescentes e jovens adultos, fique sempre atento. Ela é mais comum nos homens entre os 15 anos e os 35 anos.

Dois fatores são importantes para o aparecimento da doença: a genética e algum tipo de deformação no testículo.

A melhor arma na luta contra o câncer ainda é a prevenção. Por isso, visite regularmente seu médico e sempre faça os exames que forem indicados. O câncer é uma doença muito sério, que mexe com a vida não só do paciente, mas de todo aqueles que o amam.

Compartilhe!


Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*